sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

O sono depois da corrida

Esta 3ª feira foi dia de treino, como habitual.
Uma boa dose de subidas deixaram-me bem cansado. Quando cheguei a casa, preparei o almoço do dia seguinte e ... cama. Exausto. Dormi que nem uma pedra. :)

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

domingo, 6 de janeiro de 2019

São Silvestre de Espinho - 2019

A São Silvestre de Espinho foi a minha primeira prova em 2019 e a única São Silvestre em que inscrevi.

Conheço a cidade, por isso não estava à espera de grandes declives.

Comecemos pelas coisas boas:

Objetivos
Controlei pela aplicação que fiz o meu melhor tempo face 2018. Para isso contribuiu o facto de não ter parado uma única vez. Geralmente ao fim de 8 km costumo parar. Desta vez consegui não o fazer, contribuindo a recta da Avenida 32 e 24.
Por outro lado, fiquei contente de ter conseguido acelerar nos últimos 250 metros. Não melhorou a minha classificação porque não ultrapassei ninguém, mas fiquei muito contente de ter terminado a prova.
Mais uma vez verificou-se o facto de há medida que os quilómetros avançam o ritmo baixa consideravelmente. Aquela sensação de todas as pessoas a ultrapassarem não é a melhor, mas o facto de conseguir continuamente já um grande avanço.

T-Shirt
Quando vi que iria ser uma t-shirt estranhei.
Não faria sentido uma de manga comprida?
Depois percebi a razão. Com tanto frio, todos os atletas iriam levar uma proteção por baixo, levando duas t-shirts.

Pontes negativos:

Quanto às cores e desenho, era bonita, apesar de não ter nada a haver com a cidade... não percebi a roda da bicicleta numa cidade onde não há essa tradição.

Percurso
A duas voltas (honestamente acho que perde a piada), um misto de retas, subidas e descidas. Porém chamou-me a atenção que as duas avenidas principais estavam despidas de público. Perdeu piada por isso. A razão é que efetivamente as casas estavam distantes de onde passaram os corredores.

Reforço alimentar
A 12 euros de custo, esperava mais que uma simples medalha, uma garrafa de água e uma t-shirt num saco de plástico... Nem uma maçã.



terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Bom 2019

Votos de um excelente 2019 para todos.

Para este ano pretendo praticar mais desporto que em 2018. Continuar a arriscar, a participar em provas, mesmo que fique nos últimos lugares. No fundo, mau é ganhar lesões. Não irei para conseguir tempos, nem mostrar que sou melhor que ninguém.

Vou para me conseguir superar a mim mesmo, dizer a mim próprio que sou capaz.

sábado, 29 de dezembro de 2018

Doação de sangue - sem treino

Ontem tinha previsto ir treinar, já a pensar na São Silvestre da próxima semana.
Porém, os planos saíram furados.

À tarde, aproveitei o dia de férias para ir doar sangue.

Boa ação feita e o médico logo lembrou: nas 24 horas seguintes, nada de exercício físico.
Ora bem, já não fui com o grupo ontem, aproveitando para começar a ler um dos livros que recebi no Natal.

Hoje vou fazer uma caminhada sem abusar.
O dia está fresco, mas as pernas têm de se manter ativas. :)

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

São Silvestre - apenas uma

Há dois anos fui à São Silvestre do Porto. A primeira.
A t-shirt oficial foi da Asics e o ambiente espectacular. Muita gente. Uns mais profissionais, outros mais amadores. O problema foi mesmo esse: muita confusão e um grande desafio concluir a Rua Sá da Bandeira sem ser atropelado ou empurrado 😉.

No ano passado, fiquei-me pela caminhada da São Silvestre de Espinho. Procurei fazê-la a correr e consegui, mas 5 km deixou-me pouco cansado. Achei-me capaz de fazer mais. Porém o frio e a nortada da esplanada deixa qualquer um a tremer.

Este ano conto:
- Caminhada dos Trilhos Termais
- Trail do Ave
- Corrida de Esmoriz
- Trilhos de Espinho
- GP de Santa Maria de Lamas 
- Biorace de Estarreja
- Corrida do Dragão
e
- São Silvestre de Espinho

A que mais gostei: Corrida do Dragão
A que menos gostei: GP de Lamas (nunca mais me apanham num "grande prémio")

Pelo meio, houve a inscrição na corrida da Margina lde Miramar, mas que não consegui ir. Fiquei com a t-shirt. Não foi tudo perdido!
É curioso olhar para o calendário e ver que neste mês de Dezembro há São Silvestres por todo o lado. Porém, vou ter fazer os 10 kms apenas de uma.

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Silva e Anitta - Fica Tudo Bem







Habituamo-nos a ouvir Anitta com músicas fúteis em que o intresse do video clip é o seu rabo.

Agora surpreende-nos que uma música leve e muito relaxante :)

Greve nos comboios

Mais uma 2ª feira infernal no trânsito.
Como podem querer que as pessoas usem transportes públicos se há greves constantes.
O pior é quem se conseguiu perceber as razões do sindicato ...

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Ataque a Bolsonaro no Brasil


Esta manhã fomos surpreendidos por uma ataque a um candidato às eleições do Brasil.

Levou-me a refletir sobre o país e o seu estado.

O Brasil é um país que tem enormes desafios:
- combate à corrupção
- a dívida pública
- crime organizado e tráfico de droga
- enormes desigualdades sociais

Apenas das motivações serem pessoais revelam umas fragilidades enormes desta potência, que tarda em confirmar a sua força.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Os desafios do jornal i

Três meses perdidos no I, pois o novo director é o ... director interino, Manuel Queirós.
É um homem do Norte e por isso é bom que não se esqueça de tornar o i num jornal nacional, pois está muito centralizado. Carlos Ferreira Madeira será o seu par.
À sua equipa, os principais desafios serão:

i) Tornar o jornal nacional (o Norte, o Centro e o Algarve também são Portugal !!!)
ii) Acabar/reformular a Index (uma revista vazia, inútil, que não vale 1 cêntimo)
iii) Mudar radicalmente a secção de Desporto (acabar com aquelas histórias inúteis e que nem interessam ao Menino Jesus e preocupar-se mais com a informação e com os clubes, principalmente o marginalizado FC Porto)
iv) Colocar mais cronistas do Norte (há demasiada centralização em Lisboa)
v) Aproveitar as sinergias do grupo Lena
vi) Um Radar com mais notícias
vii) Actualizar a home page do site.

Boa sorte!